LinkedIn – Dicas de ouro

Oi pessoal,

Como comentei com vocês no post anterior, desde que perdi meu emprego a um mês atrás, comecei a conduzir um trabalho bastante criterioso na busca de uma nova oportunidade profissional! Dei início a um trabalho de coaching um vez por semana, reativei meu networking, re-estruturei meu currículo e principalmente, dediquei um bom tempo para atualizar meu LinkedIn! Sem sombra de dúvida, essa é a ferramenta mais utilizada pelos headhunters e recrutadores na busca de profissionais qualificados. É por isso que eu sempre digo: não podemos ficar de fora dessa plataforma!

No post de hoje, queria dividir com vocês o que aprendi sobre o LinkedIn! Acho que as dicas podem ser úteis para alguns de vocês!

Dicas de ouro

  1. PLANO PREMIUM

Quando comecei a movimentar minha conta de LinkedIn, a primeira coisa que fiz foi contratar o Plano Premium, por R$ 39,90 por mês. Em minha opinião, esse Plano é muito mais útil para os recrutadores do para a gente, pois eles acabam tendo acesso a inúmeros filtros que os auxiliam na busca de profissionais. As vezes as empresas buscam um perfil tão específico, que é preciso fazer um trabalho bastante ativo para encontrar um profissional que se encaixe no descritivo da vaga! Para nós que estamos em busca de trabalho, vejo apenas duas vantagens no Plano Premium:

InMails – Os InMails são um sistema de troca de mensagens do próprio LinkedIn que você pode utilizar para entrar em contato com profissionais fora de sua rede. Por exemplo, se você se candidata a uma vaga e tem acesso a pessoa responsável por ela, você pode reforçar seu interesse pela posição enviando uma mensagenzinha através do Inmail.

Prioridade na busca: Quando você aplica para uma posição, tem a opção de ‘marcar’ seu perfil para fortalecer sua candidatura (feature my application). Assim seu perfil (e os outros Premium) aparecerá no início da lista do recrutador.

Vou falar a verdade verdadeira para vocês: nenhum dos processos seletivos dos quais estou participando no momento foram iniciados através do LinkedIn. O negócio começou diretamente através dos sites das empresas de recrutamento. Por outro lado, também reconheço que nenhuma das vagas disponíveis atualmente no LinkedIn tem match com o meu perfil. Talvez seja por isso que ainda não colhi resultados. Enfim … eu paguei pelo Plano Premium e estou atenta as oportunidades. E vejo que tenho recebido muitas visitas de profissionais de RH, o que é muito bom! Vou continuar investindo … uma hora certamente irá gerar resultado! Essa ferramenta é muito poderosa!

photo-1474377207190-a7d8b3334068

  1. FOTO PRINCIPAL

Uma vez contratado o Plano Premium, é hora de começar a mexer no perfil! Começando pela foto! A minha recomendação é a seguinte: capriche na sua foto e evite gambiarra! Nada de usar aquela foto do casamento da amiga, quando você foi madrinha, recortada no “paint brush” e salva em JPEG. Estou dando esse exemplo, porque euzinha havia feito isso! Minha recomendação é a seguinte: vá até um estúdio, tire uma foto 5×7, fundo branco, roupitcha de executiva “Les lisblanc”, escovinha nas madeixas, maquiagem leve, salve num pendrive e pronto! Aí sim: bem profissa! Imagem é TUDO! E principalmente: deve projetar seriedade.

3) FOTO DE FUNDO

Assim como o Facebook, o LinkedIn te permite projetar uma imagem de capa ao fundo de sua imagem principal. Eu particularmente acho bem legal esse recurso! A página fica bem mais bonita! Sugiro colocar algo relacionado à sua profissão. Se você trabalha em um laboratório de pesquisa, coloque uma imagem de tubos de ensaio e erlenmeyers por exemplo! Se você é biólogo, talvez uma imagem de uma floresta ou um oceano cheio de corais! Essas são só ideias… o importante é ser criativo! Como eu trabalho na área de Marketing, optei por uma imagem panorâmica de uma cidade ao entardecer, com as luzes dos prédios corporativos todas acesas! Enfim… acho que de certa maneira é uma imagem que projeta a ideia de “Negócios”! Se você não possui nenhuma foto bacana, sugiro utilizar o o banco de imagens do UNPLASH! Ele é gratuito e tem fotos bem legais em alta resolução! Eu uso muitas imagens desse site aqui para o blog!

4) CONTEÚDO

Antes de começar a mexer na sua página, sugiro desativar o recurso de notificação de alteração da página para não “incomodar” a sua rede de contatos. Como você irá dedicar um bom tempo na geração de conteúdo, a última coisa que você vai querer é ficar poluindo o feed dos seus amiguinhos. Lá no cantinho direito da sua página, tem um campo que diz assim: “Deseja notificar à sua rede?”. Aperte o botão NÃO e feito!

Agora, falando do que interessa: O próprio LinkedIn está compartimentalizado de uma maneira muito lógica! E o mais legal é que a própria ferramenta te guia no preenchimento de cada um dos campos! Os campos básicos são:

Resumo

Histórico profissional

Formação acadêmica

Idiomas

Cursos

Esses campos têm que estar impecavelmente preenchidos! No caso do histórico profissional e da formação acadêmica, a prática é sempre preencher as informações das mais atuais para as mais antigas.

photo-1454023989775-79520f04322c

Outros campos que você pode preencher, caso tenha história para contar:

Competências

Publicações

Patentes

Trabalho voluntário

Etc

Agora: cabe a você “popular” esses campos de maneira assertiva e organizada,. Por incrível que pareça, o campo mais importante, em minha opinião, é o  campo “RESUMO” pois ali é que você irá descrever as suas principais qualificações. E aqui você vai ter que ser ninja: em 5 linhas, no máximo, você tem que vender o seu peixe! Mostrar como você é o MÁXIMO! Esse é o “convite” para que o visitante de sua página siga adiante na leitura de seu currículo! Se não for atrativo, ele vai embora! Você não quer que isso aconteça, especialmente se o visitante for um headhunter!  Como “fuxiquei” bastante no LinkedIn dos outros e conversei bastante com algumas empresas de RH, aprendi como é que se faz.

Vejam o exemplo abaixo:

Experiência de 20 anos na área de Pesquisa e Desenvolvimento de fármacos

Vivência profissional em 3 multinacionais de grande porte

Ampla experiência em gestão de pessoas (time de 10 pessoas)

Sólida formação acadêmica na área de Ciência biológicas nas mais conceituadas instituições de ensino do país

Fluência em inglês e francês.

Ok! Dei um exemplo de um profissional TOP! Não quero que vocês se sintam intimidados! O ponto é o seguinte: Destaque os seus diferenciais de mercado! Acredite em mim: todos temos valor a ofertar! Eu por exemplo, não tenho experiência em gestão de pessoas. Nunca tive reportes diretos! Por outro lado, tenho ampla experiência em gerenciar pessoas em um modelo matricial! E isso é difícil para caramba! Imagina só: fazer com que pessoas que não respondem para você, trabalhem para você! É um super de um desafio! Por isso faço questão de destacar essa minha competência! Valorize-se!

Nos demais campos, fique a vontade! Escreva uma bíblia se quiser! Sempre de maneira muito organizada e direta! Mas pode dar asas à imaginação.

5) RECOMENDAÇÕES

Existe um campo ali onde as pessoas podem te recomendar. Eu particularmente não costumo recomendar ninguém. E também não deixo visível as recomendações que recebo. Sei lá… acho desnecessário. Prefiro não atrelar o meu nome ao de ninguém. Recentemente fui chamada para algumas entrevistas e o recrutador pediu para eu citasse algumas referências. Aí sim! Como foi algo muito pontual, pedi autorização para alguns ex-colegas cujo trabalho admiro bastante e citei seus nomes! That is it! Mas aqui é algo realmente muito pessoal…

photo-1465776702172-defce4b4d574

6) ATIVIDADE

É muito importante estar ativo no LinkedIn. Publicar textos, compartilhar artigos interessantes, curtir o post dos colegas… Assim ficamos em evidência! No final da nossa página, os internautas têm acesso aos grupos e empresas que você está seguindo! Eu mesma estou seguindo algumas empresas que eu admiro muito, algumas revistas especializadas em gestão (por exemplo a Harvard Business Review, o Huffington Post  e a Strategy & PWC) e e alguns formadores de opinião (Ricardo Amorim, Sofia Esteves e Nizan Guanaes).

photo-1444427169197-de497742b62d

Resumo da ópera

Gente… vou falar a verdade verdadeira para vocês: Minha página era péssima. Estava super pobre de informação. Uma formatação horrível! Nada profissional! Como eu não estava em busca de novas oportunidades profissionais, não via necessidade de deixar meu LinkedIn em ordem. Confesso que achava até um pouco arriscado ficar mexendo demais na ferramenta. Sei lá … as pessoas tem acesso às suas atividades… “Mayra curtiu a página tal”, “Mayra agora tem uma nova conexão”… ficava imaginando o que as pessoas poderiam pensar. Eu ali … movimentando o LinkedIn… “Só pode estar buscando emprego!”. Juro que ficava com receio de me “queimar” junto ao meu empregador anterior. “Vai saber o que eles podem pensar!”, pensava eu com os meus botões! Sabe outra coisa que me deixava incomodada? Esse negócio de ficar entrando na página dos outros. Eu sempre tive curiosidade de entrar na página de alguns profissionais, especialmente daqueles que admirava. Queria saber um pouco mais sobre a trajetória de carreira deles, até para pode me inspirar um pouco! Por outro lado, não queria que eles tivessem ciência de que eu estava ali “fuçando” na página deles. Aí, na dúvida, simplesmente não entrava no perfil de ninguém!

Quanta bobagem …

Mas agora sou uma nova mulher! Perdi o romantismo total, minha gente! Agora eu entro no LinkedIn dos outros na caruda, leio tudinho… fuxico mesmo! Principalmente as páginas dos profissionais que eu admiro. Fico curiosa para saber a trajetória dessas pessoas, como elas construíam o currículo delas, a vivência profissional que elas tiveram e como elas geraram o conteúdo de suas páginas. Outro dia mesmo, fui chamada para um entrevista. Não tive dúvida: entrei na página do seu humano que ia me entrevistar e fiquei horas ali estudando o perfil do camarada! Foi ótimo … percebi que a pessoa tinha construído uma bela de uma história em Marketing de Canal e Comunicação e não tive dúvida! Afiei meu discurso nessa direção: Omnichannel, social media, B2B, ad words… blá blá blá… embora eu tenha algum know how no assunto, esse não é meu ramo de expertise principal, por isso precisei treinar bem a retórica! Certeza que é nisso que vão focar!

photo-1473445361085-b9a07f55608b

Enfim, acho que o LinkedIn é uma excelente ferramenta! Mas deve ser usada de maneira inteligente e estratégica! Senão pode ser um tiro no pé! Além de nos ajudar a ordenar o nosso histórico profissional e deixá-lo disponível para o mercado, temos acesso a artigos técnicos fenomenais, novidades sobre o mundo da inovação e da tecnologia, tendências de mercado… estou adorando e aprendendo um montão de coisas novas!

E para fechar o post de hoje, trago para vocês uma pequena frase do Pequeno Príncipe, de Saint-Exupéry: “Quando a gente anda sempre em frente, não pode ir muito longe”. E o que exatamente ele quer dizer com isso? Nossas maiores conquistas, são alcançadas quando exploramos outras direções. Precisamos sair da zona de conforto para que possamos ter a experiência de vivenciar algo espetacular! Quando recomeçamos a nossa trajetória, nos damos de presente a possibilidade de explorar um mar de possibilidades!

Nicht immer gerade aus

Continuem torcendo por mim! Beijos eaté o próximo post!

frases_do_pequeno_principe

Um comentário sobre “LinkedIn – Dicas de ouro

Os comentários estão desativados.