Coaching: Uma trajetória de auto-conhecimento

Oiê pessoal!

Post 4 de 4 conforme prometido! Afinal não posso deixar vocês na mão!

COACHING!

Bom, como vocês sabem, a algumas semanas atrás iniciei um trabalho super bacana de coaching de carreira. Gente, pára tudo! Estou simplesmente ENCANTADA com os resultados que tenho alcançado ao longo do meu processo de auto-conhecimento. Parece que as coisas começam finalmente a fazer sentido na minha cabeça!

Mas enfim… deixa eu contar para vocês como o negócio funciona pois eu mesma não tinha ideia da dinâmica de um coaching até pouco tempo atrás.

Bom, na verdade verdadeira eu estou fazendo algo um pouquinho diferente! Estou fazendo um TERACOACHING = TERAPIA + COACHING. Achei super engraçado quando ouvi essa terminologia pela primeira vez, mas não existe definição melhor para esse tipo de atividade!

Terapia

Durante a minha TERAPIA, a gente filosofa!!! É uma delícia! Papo super cabeça…falamos sobre uma série de assuntos: entrevistas, experiências profissionais, artigos técnicos em geral, estudos sobre gestão, etc. E sabe o que é muito legal?! Nunca na vida havia dedicado um tempo para falar sobre os meus anseios, as minhas dificuldades… está sendo MARAVILHOSO essa auto-descoberta!

photo-1460518451285-97b6aa326961

Coaching

Já o COACHING é um processo mais robusto, que visa o auto-conhecimento profissional. Através desse exercício, somos capazes de mapear, interpretar e aprimorar alguns aspectos de nosso perfil comportamental! Existem inúmeros métodos que podem ser aplicados durante esse processo, sendo o mais comum o Quantum, do qual vamos falar logo adiante. Através do COACHING é possível ativar o que os especialistas chamam de linguagem ericksoniana, em outras palavras, a manipulação de aspectos comportamentais adquiridos na mente subconsciente. Ao desvendar o incógnito, passamos a ter total domínio da regulação de nossas emoções e instintos. Tudo em prol do desenvolvimento de carreira!

shutterstock_144753493

Método Quantum

O Método Quantum de análise comportamental aplica uma técnica conhecida como DISC e que foi desenvolvida no início do século passado por William Moulton Marston, PhD em psicologia pela Universidade de Harvard. A sigla DISC significa o seguinte:

  • Dominance: Ação ou predominância
  • Indulcement: Influência, expressividade, extroversão ou Indução
  • Stability: Submissão ou estabilidade
  • Compliance: Conformidade, disciplina, obediência, exatidão

Cada indivíduo possui um balanço único desses 4 pilares de comportamento, resultado dos estímulos neurológicos e ambientais recebidos ao longo da vida. Ou seja, todos nós somos frutos de nossas vivências e de nossa genética.

photo-1478070531059-3db579c041d5

Mas como funciona isso tudo na prática? Primeiramente nós respondemos um questionário online onde devemos selecionar uma série de adjetivos avulsos os quais, através de nosso próprio julgamento, nos caracterizam. Esses adjetivos são agrupados de acordo com algumas combinações e podem eventualmente repetir-se. Por exemplo: Bloco 1 (Otimista, Franco, Ordeiro e Serviçal), Bloco 2 (Engraçado, Vigoroso, Fiel e Amigável) e assim por diante. Sempre escolhendo o que melhor nos caracteriza. São várias combinações! Ao final do processo, o software faz um balanço desses resultados e te dá 3 gráficos e um relatório sobre o seu perfil. Veja abaixo o gráfico do meu Quantum como exemplo.

Gráficos

Um vez que o software roda os dados de seu questionário, são emitidos três gráficos:

  1. Self: Descreve o nosso perfil comportamental real
  2. Contexto Profissional: Descreve o perfil que a empresa espera do profissional
  3. Integração: Capacidade do indivíduo de integrar seu próprio perfil dentro do seu contexto profissional, ou seja, a adequação de seu perfil dentro de um determinado ambiente.

grafico2-php

Olha que interessante: vejam que o meu gráfico Self é completamente oposto ao gráfico de Contexto Profissional. Eles estão invertidos! Embora eu tenha uma boa capacidade de adaptação (resultado do gráfico 3), segundo minha coach, está explicado o meu elevado nível de stress e cobrança em meu último emprego!  Por mais que a gente trabalhe no desenvolvimento de certas competências, o baseline comportamental de cada indivíduo é único e não tem como ser alterado! Se um ser humano é comunicativo, não adianta pedir para ele ficar quietinho pois ele não vai ficar e ponto final! Eu sou uma pessoa extremamente focada em ação. Vejam que o meu “A” está lá na casa do chapéu! Eu posso até baixar um pouco o nível do meu “A”,  não só posso como devo, esse é o meu principal ponto de melhoria aliás! Mas é praticamente impossível baixa-lo tanto assim, a ponto de me tornar uma pessoa completamente passiva como determinava o meu contexto profissional. Daí o conflito de interesses. Conclusão: o meu desligamento da empresa está justificado. Éramos água e óleo!

photo-1427751840561-9852520f8ce8

E viu gente, não existe certo ou errado! O mercado de trabalho precisa de gente de tudo quanto é perfil que vocês possam imaginar e é extremamente dinâmico!  Um dia, o seu perfil está OK, no outro, por qualquer que seja a razão, não está mais OK. Por isso precisamos ficar atentos às mudanças e reagir a tempo. Mas um coisa é certa: tem lugar para todo mundo! Na área de finanças, suponho que seja bastante prudente contratar um cidadão que tenha um alto perfil de CONFORMIDADE. Já na área de controle de qualidade, uma pessoa com um perfil de alta ESTABILIDADE, talvez seja mais adequado! Pesquisadores científicos por exemplo não podem ficar tagarelando como eu, para lá e para cá! Eles tem que se concentrar nos estudos e costumam ter muito mais foco em detalhes do que eu. Estão vendo… o que seria do azul se todos gostassem do rosa, não é mesmo?

Meu aprendizado

Como comentei com vocês esse COACHING tem sido espetacular para o meu desenvolvimento! Não só o meu desenvolvimento profissional, mas também o meu desenvolvimento como ser humano. Fora a auto-estima, que finalmente começou a ser recuperada. Precisamos estar bem para podermos manter a compostura nas entrevistas e manter uma boa relação com as pessoas. Quando passamos por um processo demissional, nos sentimentos bastante frustrados e humilhados. Acreditem em mim: é horrível! Não desejo isso nem para o meu pior inimigo. Não paramos de nos questionar aonde foi que erramos, o que poderíamos ter feito melhor etc. É triste.

photo-1440170465262-8fce22fdb872

Outro dia fui em uma das reuniões de OUTPLACEMENT e o consultor pediu para eu falar sobre o resultado do meu QUANTUM. Quando contei para ele que estava em um formato de “V”, ele abriu um sorriso de orelha a orelha: “Você foi demitida com um QUANTUM desses? Meu Deus … esse mundo está perdido! Vamos anexar esse QUANTUM no seu currículo! Você consegue emprego na semana que vem, eu garanto!”. Na hora fiquei sem entender e cai na risada… o cara era uma figura! Queria me vender aquele serviço carésimo de recolocação. “Por isso está aí enchendo a minha bola!”, pensei comigo. Até parece que arrumar emprego é algo tão fácil assim… Somente na seção seguinte quando eu e a coach analisamos juntas os resultados de meu Quantum é que ela me explicou que, segundo estudos da Endevour, gráficos nesse formato em V, são bastante buscados no mercado! São talentos com potencial para futuros cargos de liderança! Olha só … que coisa né! No final das contas, foi bom saber que não tem nada de errado comigo. Pelo contrário! Tenho um perfil muito buscado no mundo corporativo e eu nem sabia disso! Agora estou me achando a última bolacha do pacote!

photo-1470163395405-d2b80e7450ed

Brincadeira… Quem me conhece sabe bem que minhas ambições profissionais são muito bem balizadas com os meus anseios pessoais. Carreira para mim é algo extremamente importante, mas não é tudo! Eu busco mesmo a plenitude de uma vida equilibrada. Preciso do meu tripé bem armado: família, vida pessoal e vida profissional. Se um dos pezinhos do tripé começa a pender, a estrutura toda corre o risco de desabar. Estou passando por uma pequena tempestade em minha vida nesse exato momento, mas como diz o ditado, logo logo virá a bonança. Quando eu reconstruir o pezinho que quebrou tudo voltará ao normal.

Continuem torcendo por mim!

Beijos e até o próximo post!

Ma

Fonte:

http://www.jrmcoaching.com.br/blog/

http://www.quantumassessment.com.br/

2 comentários sobre “Coaching: Uma trajetória de auto-conhecimento

Os comentários estão desativados.