Vivendo bem gastando menos – Parte 3: Estratégia x Tática

Oi pessoal!

Post 3 de 5! FINANÇA DOMÉSTICA!

Hoje vamos dar continuidade à interpretação do capítulos 4 do livro de Ruth Soukup, Living Well Spending Less

unknown

Só um capítulo?”

Só! Esse capítulo é tão chave, mas tão chave … que merece um post exclusivo só para ele. Vocês se lembram do começo do livro da Ruth? Ele é totalmente dedicado à exploração de temas relacionados à auto-reflexão. Precisamos preparar o nosso coração para aceitar as mudanças que estão por vir. Lembre-se: não se trata daquilo que temos mas sim daquilo que somos! A partir do momento que alcançamos esse nível sublime de aceitação e compreensão, aí sim! Estamos prontos para colocar em prática as suas técnicas de gerenciamento de finanças domésticas.

Então vamos lá! Mãos à obra! Vamos tirar nossos projetos do papel.

Capítulo 4: Objetivos, quando escritos, podem mudar a sua vida

No capítulo 4, a autora resgata alguns dos conceitos discutidos no capítulo anterior a respeito do Sweet Spot: Aquele pontinho de intersecção entre nossas habilidades e aquilo que nos apaixona! Talentos e sonhos! O próximo passo é o seguinte:

Transforme seu sonho em estratégia, sua estratégia em tática e sua tática em ação. 

Olha que bacana!!! Essa é a fase que começamos a explorar uma nova esfera. Saímos do campo das ideias (estratégia) e migramos para o campo do planejamento tático. “Macro” versus “Micro”. Ou você estava achando o quê? Que íamos ficar lá no “bem bom”, sonhando… meditando eternamente? Nem vem que não tem! É hora de arregaçar as mangas e colocar a mãos na massa!

Coloque tudo no papel

Escreva! Precisamos criar nosso mapa mental. Materializar todos aqueles sonhos e ações bem diante de nossos olhos. Assim teremos maior visibilidade do que deve ser feito. Certeza que todos já fizeram um mapa mental no colégio! Veja na figura abaixo como é que o negócio funciona.

Liste tudo! Tanto os pequenos como os grandes sonhos. Os de curto e os de longo prazo. E destrinche-os em ações! Pode encher esse seu mapa mental de flechas e cores. Pregue-o com um imã na porta da geladeira!  Seja claro e objetivo. Se dê prazos. Objetivos mais amplos, devem ser quebrados em objetivos menores. E principalmente: seja dono de seu projeto! Tenha total controle de suas entregas e faça follow up!

Muito importante: Vibre e comemore cada pequeno resultado como se fosse uma grande vitória. Lembre-se que o mais importante é se divertir ao longo do caminho. Enjoy de ride!

Vou dar para vocês um exemplo prático de um sonho que eu realizei através da construção de um pequeno mapa mental. Aconteceu tudo de maneira inconsciente… mas aconteceu de verdade! Vamos lá…

Estratégia x Sweet spot x Tática (Exemplo prático e real)

Na 5ª série do ensino fundamental, comecei a ter minhas primeiras aulas de inglês. Eu tinha apenas 11 anos de idade e achava simplesmente o máximo esse negócio de aprender uma língua estrangeira. Passava horas estudando a matéria… mas nunca conseguia tirar nota. Muitos de meus amigos já faziam inglês fora da escola desde os 5 ou 6 anos de idade… ou seja! Eu já tinha ficado para trás. Mas nunca desisti. Continuava estudando no meu ritmo, simplesmente encantada com a língua!

Pausa para reflexão: ESTRATÉGIA = CONHECIMENTO = SONHO 

cedzaukbyic-jeremy-bishop

Quando completei 14 anos, vi alguns pôsteres na escola sobre Intercâmbio Cultural. Até então, nunca tinha ouvido falar a respeito desse assunto. Imagina… em “Mil Novecentos e Bolinha” não tinha Wi-Fi ! Até que um dia, uma determinada empresa de intercâmbio veio palestrar na escola. Eu enchi a paciência dos meus pais para que eles atendessem a tal da palestra. Coitados… era bem no meio da semana, tipo terça-feira às 20h! Meus pais chegavam cansados do trabalho … mas enfim… lá fomos nós! Saindo da reunião, eu disse para os meus pais: “quero morar fora”.

Pausa para reflexão: SWEET SPOT = “APRENDER INGLÊS” x “QUERO MORAR FORA”

Lancei as cartas! E eles ficaram mexidos. Para eles, esse negócio de morar fora era algo completamente inusitado! Ainda mais na minha idade: eu só tinha 14 anos! Nossa vida financeira na época, não tinha muito espaço para regalias. Viagem internacional era uma coisa totalmente fora da nossa realidade! O ponto alto de nossas férias era ir para o Guarujá no verão! Como eu queria muito viajar, meus pais começaram a guardar dinheiro. Foram 3 anos de preparação. Tanto psicológica como financeira. Em vez de pagar escolas de inglês, poupávamos para o intercâmbio. Esse era o nosso acordo. Eu estudava por conta própria. Começamos a nos envolver com o intercâmbio do AFS, que é um programa voluntário com uma proposta bem bacana. Recebemos uma neo-zeolandesa em nossa casa e pouco a pouco fomos digerindo a ideia da minha própria viagem.

Pausa para Reflexão: PLANO TÁTICO = APRENDER MAIS SOBRE O INTERCÂMBIO  (PALESTRA)- CONVENCER OS PAIS SOBRE O INVESTIMENTO – NÃO FAZER INGLÊS FORA PARA ECONOMIZAR PARA VIAGEM – ESTUDAR INGLÊS POR CONTA PRÓPRIA NESSE MEIO TEMPO – SE ENVOLVER COM O MUNDO INTERCÂMBIO (RECEBER UM ESTRANGEIRO EM CASA)- VIAJAR!

r4he4btlsro-steven-lewis

Aos 17 anos de idade, em 1998, eu finalmente tive a oportunidade de ir viver nos EUA! Foi inclusive minha primeira viagem de avião e foi quando conheci o meu marido. A família toda foi se despedir de mim no aeroporto. E lá fui eu. Abracei essa oportunidade com todas as minhas forças. Vivi um ano em Houston em uma casa de família. E estudei MUITO. Me lembro de carregar o dicionário para cima e para baixo. Fui muito rigorosa comigo mesma: não fiz amizade com nenhum brasileiro. Mergulhei de cabeça no estudo da língua e na interação com a cultura norte-americana. Hoje falo inglês fluentemente.

_lxz1u6pomw-lizzie-guilbert

Gente… aos 11 anos de idade, eu não tinha a menor ideia do que era um mapa mental. Muito menos do que eram conceitos de estratégia versus tática. Mas eu tinha o SONHO. O sonho do CONHECIMENTO. E a força de vontade. Inconscientemente criei um belo de um plano tático. Com muito jeitinho, fui envolvendo a família inteira no processo. Nem os meus irmãos se safaram! Foram três anos de preparação até que o meu sonho se tornasse realidade. E lá fui eu! Com a cara e a coragem. Mocinha: com 17 anos! E essa viagem mudou completamente a minha vida. Me abriu portas principalmente no âmbito de carreira. E me deu asas para buscar novos sonhos. Cada vez maiores!

FOCO! DISCIPLINA! Poupe para gastar no seu sonho! (Exemplo prático)

Na semana que vem, vou participar de meu primeiro Triathlon 70.3. Serão 1,9 km de natação, 90 km de bike e 21 km de corrida. Minha estimativa é cruzar a linha de chegada com cerca de 7h de prova. A meses venho me preparando para essa competição. Tive que re-estruturar toda a minha rotina para poder me dedicar aos treinos. Foram cerca de 12 a 14h de exercícios aeróbicos semanais nas últimas 6 semanas. De média a alta intensidade. Tenho evitado bebidas alcólicas. Durmo e acordo cedo. Não tenho saído a noite. Abdiquei de tempo ao lado de minha família para poder treinar. Senti dor. Exaustão.

Pausa para reflexão: FOCO E DISCIPLINA!

Fora todo esse sacrifico, tivemos que fazer alguns ajustes financeiros no nosso budget doméstico. Eu escolhi investir nesse meu sonho de SUPERAÇÃO. Me matriculei em uma boa academia. Comprei uma bicicleta. Contratei uma consultoria esportiva com ampla expertise em triatlhon. Investi em suplementos, viagens de competição e inscrições de provas. Em contrapartida, deixamos de viajar. Controlamos as idas aos restaurantes. Parei de comprar roupas e sapatos. Não teve jeito: tive que abdicar de alguns pequenos luxos para poder focar no que interessa!

Pausa para reflexão: ESTOU POUPANDO PARA INVESTIR NO MEU SONHO DE SUPERAÇÃO

Essa é a alma do negócio. Ninguém está dizendo  que você precisa poupar e viver que nem bicho grilo no meio do mato. Não! Nós trabalhamos para isso mesmo: para termos uma vida confortável! Para realizar os nossos sonhos.

9hi8ujmsdza-braden-collum

Sonhos e sacrifícios (#desistirjamais)

A realização de um sonho pode exigir muito sacrifico e uma boa dose de disciplina. Temos que desenhar uma estratégia clara e um plano tático. Dar rumo às nossas vidas. Cabe a nós tirar nossos próprios projetos do papel! Ninguém fará isso pela gente! É possível que tenhamos que nos privar de alguns pequenos luxos para investir em algo maior: nossos sonhos! O caminho também pode ser árduo. Certamente enfrentaremos dificuldades. Todos estamos sujeitos a acidentes de percurso. O importante é manter a cabeça erguida e não desanimar. Não podemos desistir de nossos sonhos JAMAIS! Quando um sonho é realizado, todos os nossos sacrifícios são imediatamente recompensados! Portanto … foco! Poupe para algo maior! Nunca perca de vista o seu rumo, o seu destino, o seu sonho.

Vocês estão começando a enxergar? Como é que se faz para “viver bem gastando menos”? A ideia de uma boa gestão financeira doméstica é essa: poupe no supérfluo para investir no seu sonho! Seja ele qual for! E o sonho não é um bem material. Sonho é uma essência: Conhecimento, paz, superação … capítulo 1!

Bom, mas é isso aí pessoal! Nos próximos capítulos vamos ver como e onde podemos economizar! A autora nos dá dicas práticas de como fugir das armadilhas de marketing de consumo, otimização de tempo e dicas de “faça você mesmo”.

Bom domingo para todos vocês! 😉

E até o próximo post!